Clique e assine com 88% de desconto

354 casos de ilegalidades no segundo turno

Por Da Redação - 26 out 2008, 13h22

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que foram registradas 354 ocorrências no país até às 15h30 deste domingo, durante a realização do segundo turno das eleições municipais. Ao total, foram 276 prisões e outros 78 casos sem prisão – três dos quais envolvendo candidatos. Até o horário de fechamento do balanço, nenhum candidato foi preso.

De acordo com dados da Corregedoria Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), só em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre (RS), 200 pessoas foram presas.

Segundo o ministro Carlos Ayres Britto, presidente do TSE, “o número elevado de prisões ocorreu devido a uma reunião entre partidos, Brigada Militar e a Justiça Eleitoral onde foi cobrado um maior rigor na fiscalização”. Em Porto Alegre, sete pessoas foram presas até o último fechamento do TSE. Todos os casos estavam relacionados com boca-de-urna e compra de votos.

Além dos 354 casos relatados pelo TSE nas cidades que disputam o segundo turno, foram registradas, na manhã deste domingo, outras seis prisões no município maranhense de Benedito Leite, o único que ainda está realizando o primeiro turno das eleições após ter o pleito de 5 de outubro cancelado por causa de atos de vandalismo.

Publicidade