Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
#VirouViral Por Coluna Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

Por que a youtuber Marina Joyce voltou a ser assunto nas redes?

A youtuber britânica de 19 anos (difícil não ter visto seus olhos azuis e cabelos loiros correndo pela internet) voltou a ser assunto nas redes sociais

Por Da redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h45 - Publicado em 24 set 2016, 11h00

A youtuber britânica Marina Joyce, de 19 anos (difícil não ter visto seus olhos azuis e cabelos loiros correndo pela internet…), voltou a ser assunto nas redes sociais. Enquanto há uns meses ela virou trending topic por vídeos nos quais ela aparentava (alguns julgavam) ter sido sequestrada, ou ter sofrido abusos físicos, desta vez, contudo, digamos que ela nada fez para virar notícia.

Seu nome retornou aos trending topics do Twitter, nesta semana, depois que o youtuber de games sueco, Felix Kjellberg, do PewDiePie (o maior canal de vídeos da internet, com quase 50 milhões de inscritos), criou uma paródia zombando do último post viral de Marina, publicado em agosto deste ano. Nele, ela dizia que gostaria de ser reverenciada como uma líder espiritual e pedia ajuda para construir um templo no Peru.

Olhe aí o vídeo de PewDiePie, já com 3 milhões de visualizações no Youtube:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=8Q6pVF-S48Q?feature=oembed&w=500&h=281%5D

A piada, porém, não foi bem recebida por todos. Um usuário, por exemplo, comentou: “Eu acho que há algo errado com ele. O que está acontecendo e porque ele está fazendo esses vídeos perturbadores? Por que ele está tão desesperado?”.

Em outros comentários, pessoas afirmavam que o youtuber estaria “louco”. Antes de publicar o vídeo, Kjellberg tuítou: “Eu sei que eu disse que não haveria mais conteúdo de merda, mas o vídeo de hoje será uma exceção”.

Continua após a publicidade

Para lembrar

Em julho deste ano, espalhou-se uma teoria (maluca!) de que Marina estaria pedindo ajuda por meio de seus vídeos na internet. Os fãs alegavam que o comportamento da vlogueira havia mudado e que era possível ouvir a palavra “ajuda” em algumas de suas filmagens. Alguns diziam também que ela teria começado a apresentar hematomas pelo corpo.

De sequestro pelo grupo terrorista Estado Islâmico até relacionamento abusivo, as teorias sobre sua situação foram várias. Os fãs chegaram a acionar a polícia britânica, que se dirigiu à casa dela, mas nada encontrou de errado.

Logo depois, a mãe de Marina, Chery Joyce, desabafou sobre o caso ao jornal inglês The Sun:”Não entendemos o que está acontecendo. Ninguém deveria ter ligado para a polícia. Isso está impossível. Não é golpe publicitário e ela não está sob custódia de terroristas”.

Em resumo, Marina Joyce estava bem. Continua bem. Porém, como quase todo youtuber, também não parou de apelar na busca por views.

Continua após a publicidade
Publicidade