Clique e assine a partir de 9,90/mês
#VirouViral Por Coluna Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

‘Feiticeiro do hexa’ responde a invasão brasileira em seu perfil

Sem limites, usuários do Brasil coalharam seu perfil de mensagens e fizeram diversos fakes. Russo de Samara respondeu à comoção com gentileza

Por Luísa Costa - Atualizado em 6 jul 2018, 15h23 - Publicado em 4 jul 2018, 10h18

O “torcedor misterioso” do Brasil na Copa da Rússia, também conhecido como “feiticeiro do hexa“, foi identificado na noite de terça-feira 3 e seu nome é Yury Torsky. Mal amanheceu o dia e seu perfil na rede social VK, muito usada por russos, já estava coalhado de comentários de brasileiros: em português, em inglês, alguns até em russo. Ele já foi até “agraciado” com perfis fakes no Twitter, Facebook e na própria VK.

Reprodução/Twitter

Yury, 34 anos, mora em Samara e entrou na brincadeira: já trocou sua foto de perfil por um desenho feito em homenagem à sua feição sombria semiencoberta pela bandeira do Brasil. O “close certo” dado pelas câmeras de transmissão durante o jogo da seleção contra o México se transformou em uma infinidade de montagens e até em uma ‘fusão’ com o Canarinho Pistola.

‘Perdoem meu inglês’

Reprodução/Twitter

O torcedor respondeu à torcida brasileira com uma mensagem carinhosa: “Obrigado a todos! Me desculpem, eu não posso responder diretamente a cada um de vocês, mas vocês são todos maravilhosos. Estou muito lisonjeado por fazer parte da torcida brasileira neste torneio. E sim, com certeza vou torcer para o Brasil nas próximas partidas e espero que vocês tenham a VITÓRIA! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷 P.S.: Perdoem meu inglês ruim.”

Natural da cidade de Mirny, que fica a quase 10.000 quilômetros de distância da capital, Moscou, ele atualmente mora em Samara. Além de palco da partida entre Brasil e México, o nome da cidade remete ao personagem de terror do filme O Chamado.

Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, que descobriu sua identidade, Yuri conta que comprou a bandeira brasileira em 2011, na cidade de Cayenne, na Guiana Francesa, e disse que ficou “muito feliz de ver o Brasil” na sua cidade.

Torcida para a Colômbia

Reprodução/Twitter
Na mesma rede social, Yuri também declarou sua torcida à Colômbia no dia 28 de junho, quando ela jogou contra o Senegal. O ‘feitiço’ funcionou a princípio e garantiu a presença da equipe nas oitavas de final. Nesta terça, porém, a equipe foi eliminada nos pênaltis pela Inglaterra. Quer dizer…
Continua após a publicidade
Publicidade