Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
#VirouViral Por Coluna Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

Cabelo ‘quadrado’ de senadora russa conquista a internet

Além do topete, Valentina Petrenko exibe uma medalha de honra por negociar a liberação de crianças mantidas como reféns por atiradores em 1993

Por Da redação Atualizado em 15 mar 2018, 03h13 - Publicado em 14 mar 2018, 00h23

Imagens da senadora Valentina Petrenko, que representa o governo da República da Cacássia no Conselho Federal da Rússia desde 2001, viralizaram nas redes sociais nas últimas semanas. O motivo é o inusitado corte de cabelo da parlamentar, uma versão um pouco mais “quadrada” dos black powers dos anos 1970.

  • No Twitter, uma usuária chegou a comparar Petrenko a uma mistura entre “um vilão do James Bond e um personagem de Star Trek“. Outro postou uma imagem da senadora ao lado do presidente americano, Donald Trump, e afirmou que “líderes mundiais deveriam ter cabelos estranhos, motivo pelo qual eu nomeio a senadora russa Valentina Petrenko para substituir Putin”, fazendo referência ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, e às eleições presidenciais que ocorrem no país no próximo domingo. Fotos nas redes sociais também comparam o cabelo da senadora ao da personagem Marge Simpson.

    A política russa Valentina Petrenko - 29/06/2018
    A senadora russa Valentina Petrenko – 29/06/2017 Valery Sharifulin/TASS/Getty Images

    Porém, o que poucos sabem é que, além do topete, Petrenko exibe uma medalha de honra por ter negociado a liberdade de um grupo de crianças e um professor, que foram sequestrados por quatro atiradores na cidade russa de Rostov, em 1993.

    Segundo o portal Newsweek, os reféns foram colocados em um helicóptero cheio de explosivos que seguia em direção ao sul do país. Os sequestradores aceitaram liberar algumas das crianças em troca de 10 milhões de dólares em dinheiro e um helicóptero militar camuflado, negociação que teve a ajuda de Petrenko.

    Dois meninos, no entanto, permaneceram como reféns e só foram liberados quando os criminosos foram pegos ao parar para abastecer o veículo aéreo na cidade de Mineralnye Vody. Petrenko foi a responsável por negociar diretamente com os sequestradores, chegando a se oferecer como refém no lugar dos jovens.

    Ao longo de sua carreira, a senadora assumiu diversos cargos no Partido Comunista da União Soviética e, depois, na Federação Russa. Hoje em dia, Petrenko é a líder do Comitê de Políticas Sociais do Conselho Federal e representa as mães russas.

    Continua após a publicidade

    Ela faz parte do partido Rússia Unida, o mesmo do presidente russo, Vladimir Putin.

    Continua após a publicidade
    Publicidade