Clique e assine a partir de 9,90/mês
#VirouViral Por Coluna Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

A história por trás do coro viral de ‘Evidências’ no metrô

Zenaide tentou fazer com que as pessoas cantassem com ela duas vezes, sem sucesso, antes do vídeo que viralizou

Por Marina Rappa - Atualizado em 20 Jul 2017, 14h22 - Publicado em 18 Jul 2017, 19h56

Você pode até não gostar de sertanejo, mas certamente já ouviu – e cantou – o clássico Evidências, que fez sucesso na voz de Chitãozinho e Xororó. Esse hino foi entoado por dezenas de pessoas no metrô de São Paulo nesta semana graças a atriz Zenaide Denardi.

Dentro do vagão, Zenaide começou um discurso após todos tomarem seus lugares. “Pessoal do metrô, eu poderia estar matando, poderia estar roubando, mas estou aqui com o coração aberto para vocês, querendo mandar uma declaração de amor para uma pessoa. Então eu vou pedir para vocês, por favor, cantarem junto comigo uma música que todo mundo sabe cantar. Só para eu tentar reconquistar a pessoa amada”, diz a atriz.

Continua após a publicidade

Missão de hoje: quebrar a internet cos vídeo tudo!😬Graças ao povo da firrrrrrrma realizei um dos meus sonhos: cantar 'Evidências' no metrô – foi no túnel, plataforma, esteira…nos canto tudo das linhas iélowwww and griiin!🎼💃🏻🎤p.s.: nem sempre tem "alguém", mas a gente arruma qualquer pretexto pra puxar um coro desse hino nacional!😁Vai ter 'Evidências' no metrô, na firma, no aniversário da vó, nos lugar tudo!#historiasquetransformam 😬 #vocêviuprimeiroaqui 😁 #evidênciasnometrô 💃🏻 #sonhodazenaide #evidências

Posted by Zenaide Denardi on Friday, July 14, 2017

 

Assim que Zenaide começa a entoar parte da letra de ‘Evidências’, algumas pessoas entram na cantoria e logo o metrô é tomado pelo coro – algo parecido com aquilo que acontece quando alguém canta essa música no karaokê ou em um churrasco.

Continua após a publicidade

Vamos combinar que não é muito fácil conquistar a simpatia das pessoas no metrô: a grande maioria está com pressa ou cansada. Mesmo assim, a atriz conseguiu conquistar a todos no vagão – inclusive aqueles que entravam nas estações seguintes – e realizou uma verdadeira proeza.

O vídeo já tem mais de 2,4 milhões de visualizações, 59.000 reações no Facebook e foi compartilhado por quase 29.000 pessoas. “Foi uma brincadeira que tomou proporções que eu não esperava”, afirma Zenaide ao #VirouViral.

De acordo com ela, a ideia surgiu quando estava caminhando para baldear da linha amarela à verde do metrô. Ao perceber o silêncio constrangedor da multidão que caminhava no amplo corredor que interliga as linhas, ela teve vontade de soltar um grito – mas se conteve. “Eu pareceria louca. Por isso pensei em cantar uma música. Com essa ideia martelando na minha cabeça, cheguei ao trabalho e resolvi conversar com uma amiga, que obviamente me disse que era maluquice”, diz.

Em uma saída com a mesma amiga a um bar, as duas resolveram cantar Evidências no karaokê – e foi um sucesso. “Como todos foram na onda e cantaram com a gente, a ideia de entoá-la no metrô pareceu razoável. Foi o que fizemos. Falamos com mais colegas de trabalho e uns cinco ou seis aderiram”, afirma.

Continua após a publicidade

Tentativas frustradas

Zenaide, no entanto, tentou fazer com que as pessoas cantassem com ela duas vezes, sem sucesso, antes do vídeo viral. Ela e seus fiéis escudeiros foram ao metrô equipados com seus celulares para filmar a ação da atriz, mas, ao cantar no corredor, poucas pessoas efetivamente participaram. “A maioria delas me olhava de cara feia. Mas resolvemos continuar cantando. Fizemos o percurso de ida até a linha amarela cantando, e voltamos para a linha verde cantando também. Em nenhum dos dois momentos as pessoas me deram muita bola. Até que resolvemos entrar no vagão, onde o vídeo aconteceu”, diz.

Como o simples fato de cantar a música não agradou a muita gente, ela pensou em contar uma história para que as pessoas se sentissem tocadas e entrassem na brincadeira. “Todos têm empatia pelo sofrimento do outro, e por isso falei que queria conquistar alguém com o vídeo”, diz. Deu certo: as pessoas rapidamente cantaram com a atriz. “Falta um pouco de relacionamento humano às pessoas, olho no olho. Eu queria promover essa humanização”, afirma Zenaide.

Publicidade