Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Perícia e suspense conduzem ‘Zona de Confronto’, filme de abuso policial

Longa dinamarquês no NOW tem dois agentes encurralados em um bairro tumultuado, depois que um jovem muçulmano é vítima de violência policial

Por Isabela Boscov Atualizado em 2 set 2021, 18h24 - Publicado em 3 set 2021, 07h00

Como resultado de um caso gritante de abuso policial, um jovem muçulmano está em coma — e sua comunidade, na periferia de Copenhague, à beira de um levante. A morte do rapaz é esperada a qualquer momento, e a recomendação aos patrulheiros é manter distância do bairro. Esquentado, truculento e racista, o veterano Mike (Jacob Lohmann) desobedece a ordem; seu parceiro, o comedido Jens (Simon Sears), não tenta impedi-lo: já está na mira dos colegas por ser testemunha da agressão que motivou o tumulto — o qual vai escalar de forma explosiva, deixando a dupla exposta e isolada em território hostil, com o auxílio apenas de Amos (Tarek Zayat), um garoto que Mike maltratou. Partindo do clichê do mau policial versus o bom policial, os diretores Frederik Louis Hviid e Anders Ølholm desconstroem os estereótipos de maneiras imprevistas e não raro trágicas. A dupla filma com perícia notável e um senso de ritmo sufocante.

Publicidade