Clique e assine com até 92% de desconto
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Para Gostar de Ler’: um documentário sobre o poder da leitura

São 58 minutos agradáveis e necessários como uma boa história, ao mesmo tempo emocionantes e precisos nas informações científicas e pedagógicas que oferecem

Por Da Redação Atualizado em 9 set 2017, 10h15 - Publicado em 8 set 2017, 06h00

(Telecine Touch a partir de 2 de outubro; GNT.doc a partir de 8 de outubro e já disponível no YouTube) Para Gostar de Ler era o nome de uma coleção clássica de livros para crianças e adolescentes que marcou a geração que cresceu nos anos 1970. Reunia, em suas primeiras edições, crônicas e poemas de Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Rubem Braga. Foi inspirado nela, nas lembranças de uma infância letrada, que o produtor Francesco Civita idealizou o documentário homônimo Para Gostar de Ler. São 58 minutos agradáveis e necessários como o folhear de uma boa história, ao mesmo tempo emocionantes e precisos nas informações científicas e pedagógicas que oferecem. Apresentar livros a quem vive a primeira infância, do zero aos 6 anos, é fundamental num país que aparece num ranking internacional de leitura na vergonhosa posição de número 59 entre setenta pesquisados. Nas palavras de uma doce menina que figura no filme dirigido por Eduardo Rajabally: “Lendo, você fica pensando muitas coisas sem parar, é muita coisa saindo da sua cabeça”. O documentário foi postado antes no YouTube, de modo a multiplicar as visualizações, e somente depois chegará à TV por assinatura. Precisa ser visto, como atalho para o debruçar nos livros. Porque, segundo a renomada autora infantil Eva Furnari, “o era uma vez tira você do cotidiano, abre uma chavinha”.

Publicidade