Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Os Carregadores de Água’: Um belo livro sobre o Afeganistão antes do 11/9

Autor afegão Atiq Rahimi observa duas tramas paralelas conectadas ao evento da destruição das estátuas de Buda de Bamiyan pelo Talibã

Por Raquel Carneiro Atualizado em 8 out 2021, 16h12 - Publicado em 8 out 2021, 11h02
OS CARREGADORES DE ÁGUA, de Atiq Rahimi (tradução de Jennifer Queen; Estação Liberdade; 256 páginas; 59 reais) -
OS CARREGADORES DE ÁGUA, de Atiq Rahimi (tradução de Jennifer Queen; Estação Liberdade; 256 páginas; 59 reais) – ./.

Há mais de vinte anos na França, o afegão Tamim sofre de um distúrbio da memória que o faz misturar passado com presente. A dificuldade em distinguir a vida antes e após o exílio amplia o já pesado fardo de refugiado. Enquanto isso, em Cabul, o carregador de água Yûsef vê a ascensão do Talibã nos anos 90. Um evento conecta os dois: a destruição das milenares estátuas de Buda de Bamiyan, em 2001. O autor, ele próprio um afegão em Paris, trafega com sensibilidade por temas como a força da cultura e as relações ditadas pela religião.

 

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

Publicidade