Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Olhar perspicaz de Ricardo Piglia revisita anos 1970 em ‘Os Anos Felizes’

Em segundo volume de seus diários, autor examina os livros que leu, os títulos que escreveu e as conturbações políticas na Argentina

 (//Divulgação)

(Tradução de Sérgio Molina; Todavia; 464 páginas; 84,90 reais ou 49 reais em versão digital) Este é o segundo volume (ainda há um terceiro a ser lançado no Brasil) dos diários que Ricardo Piglia (1941-2017), um dos melhores escritores argentinos revelados na segunda metade do século XX, deixou como última grande obra. Sob a persona de Emilio Renzi, seu alter ego nas obras de ficção, Piglia revisa aqui os anos de 1968 a 1975, examinando, com olhar arguto e estilo elegante, os livros que leu, os títulos que escreveu e as conturbações políticas de seu país.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s