Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Noite Passada em Soho’: uma ode aos velhos ‘inferninhos’ de Londres

Thriller psicológico leva uma aspirante cantora dos anos 60, vivida por Anya Taylor-Joy, no centro de delírios aterradores de Eloise (Thomasin McKenzie)

Por Isabela Boscov Atualizado em 18 nov 2021, 17h45 - Publicado em 19 nov 2021, 07h00

Pode ser só por saudade da mãe que a jovem Eloise (Thomasin McKenzie) tenha a mesma fixação que ela pela década de 60. Ou pode ser por algo mais: quando deixa a avó no interior para fazer faculdade de moda em Londres, Eloise começa a ser transportada para o distrito boêmio do Soho no auge dele, no passado, em sonhos — ou talvez alucinações — que se tornam cada vez menos alegres, e mais aterradores. Uma figura está sempre no centro desses delírios: Sandie (Anya Taylor-Joy), aspirante a cantora iludida por um bonitão (Matt Smith). Edgar Wright, o diretor dos deliciosos Todo Mundo Quase Morto e Em Ritmo de Fuga, homenageia aqui o velho Soho dos “inferninhos”, e o cinema de horror sobrenatural/psicológico do começo de carreira de Roman Polanski. Em cartaz nos cinemas. 

 

Publicidade