Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Minha Obra-Prima’: trama afiada sobre as veleidades do mundo das artes

Diretor Gastón Duprat, seu irmão e roteirista Andrés Duprat e o produtor Mariano Cohn se unem novamente, depois de 'O Homem ao Lado' e 'O Cidadão Ilustre'

(Mi Obra Maestra, Argentina/Espanha, 2018. Já em cartaz no país) A paciência do galerista Arturo (Guillermo Francella) está por um fio: ele não aguenta mais a ladainha ideológica do pintor Renzo Nervi (Luis Brandoni), suas malcriações, sua recusa em promover seus trabalhos. O duro é que, embora tenha saído de moda, Nervi é um tremendo pintor. E o mais duro ainda é que Arturo e Nervi são amigos de longa data, e de verdade. Eis então que o destino apronta uma das suas, e o panorama muda por completo. Sempre afiladíssimos, também o diretor argentino Gastón Duprat, seu irmão e roteirista Andrés Duprat e o produtor Mariano Cohn (que por vezes trabalha como codiretor com Gastón) fazem mais uma das suas: outro enredo cortante, perspicaz e divertido sobre as veleidades da intelligentsia, que eles já haviam esmiuçado em filmes excelentes como O Homem ao Lado e O Cidadão Ilustre.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s