Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Magnético, livro ‘A Cachorra’ reflete sobre dilemas da maternidade 

Romance da colombiana Pilar Quintana tem como protagonista Damaris, que, incapaz de ter um filho, projeta seu sonho de ser mãe em cachorrinha recém-nascida

Por Tamara Nassif Atualizado em 8 dez 2020, 16h51 - Publicado em 27 nov 2020, 07h00
A imagem mostra a capa do livro A Cachorra, um fundo bege, com o título na parte superior e o nome da autora na inferior. No meio, há uma imagem de um cachorro sentado, sem cabeça, com galhos saindo do buraco que há no seu pescoço. Ele está num fundo escuro.
LIVRO – A cachorra, de Pilar Quintana (tradução de Livia Deorsola; Intrínseca; 160 páginas; 34,90 reais e 22,90 em e-book) – //Divulgação

Desde muito nova, Damaris sonha em ter um filho. Ano após ano, vê a ideia de ser mãe se esvair à medida que a infertilidade é atestada por falidas infusões de ervas, rezas e consultas com um médico indígena. Ao beirar os 40, idade em que “as mulheres secam”, adota uma cachorra e a batiza de Chirli. A protagonista, então, projeta nela suas questões mais íntimas com a maternidade — sanando algumas e descobrindo outras. Magnético, o romance da autora colombiana é preciso ao narrar com ironia um grande dilema feminino.

 

 

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

Continua após a publicidade
Publicidade