Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Longe de faixas pueris, novo disco de Anavitória é o melhor da dupla

Isoladas na Serra Fluminense, cantoras passam por processo de amadurecimento musical em 'Cor', com participações afiadas de Rita Lee e Lenine

Por Felipe Branco Cruz 8 jan 2021, 14h39
DISCO - Cor, de Anavitória (disponível nas plataformas de streaming) -
DISCO – Cor, de Anavitória (disponível nas plataformas de streaming) – //Divulgação

A identidade musical de Anavitória está em todas as faixas de Cor, o terceiro álbum de inéditas de Ana Caetano e Vitória Falcão. Mas tudo está diferente. Saem as letras pueris, quase sempre acompanhadas de um tímido violão, e no lugar surgem músicas mais elaboradas, mais pesadas até, com batidões e metais. Em Amarelo, Azul e Branco, elas contam com a afiada participação de Rita Lee. A faixa Lisboa, uma das mais singelas, tem vocais de Lenine. Soa clichê afirmar isso, mas, sim, o isolamento forçado na Serra Fluminense, onde o trabalho foi gravado, fez a dupla amadurecer e gravar seu melhor trabalho até hoje.

Publicidade