Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Joias Brutas’: produção da Netflix lapida talento de Adam Sandler

O filme é um ataque que deixa o espectador exausto, mas mostra o estilo implacável dos diretores Benny e Josh Safdie que levam o comediante ao limite

Por Isabela Boscov - Atualizado em 7 fev 2020, 10h13 - Publicado em 7 fev 2020, 07h00

JOIAS BRUTAS (Uncut Gems, Estados Unidos, 2019. Netflix) Joalheiro da Rua 42, em Nova York, Howard Ratner (Adam Sandler) está mergulhado até o pescoço em dívidas com um pessoal barra-pesada. Na tentativa de sair do buraco, ele se enrola cada vez mais, compulsivamente: arma um esquema com um astro do basquete, pede emprestado, aposta o que não tem, arrisca o que lhe resta. Mais que um filme, Joias Brutas é um ataque, do qual o espectador sai exausto, mas impressionado com o estilo implacável dos diretores, os irmãos Benny e Josh Safdie, e com o desempenho instintivo, levado ao limite, que eles arrancam do comediante Adam Sandler. Vale lembrar que, dois anos atrás, os Safdie já haviam virado Robert Pattinson do avesso em Bom Comportamento.

 

Publicidade