Clique e assine com até 92% de desconto
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Escalandrum volta ao jazz em disco gravado no lendário estúdio Abbey Road

Em 'Studio 2', sexteto argentino mostra que é feito de personalidades distintas e complementares

Por Redação Atualizado em 31 ago 2018, 07h01 - Publicado em 31 ago 2018, 07h00

(Warner; disponível nas plataformas de streaming) Liderado pelo baterista Daniel “Pipi” Piazzolla — neto de Astor —, o sexteto argentino dedicou dois discos à obra desse que foi o maior nome da música de seu país. Mas o jazz sempre foi a prioridade do Escalandrum, que volta ao gênero em Studio 2 — gravado no lendário estúdio Abbey Road, em Londres. O grupo é feito de personalidades distintas e complementares. O pianista Nicolás Guerschberg vai do flerte com a música clássica (Siete Maravillas) ao jazz tradicional (Acuático). Ainda nessa seara, Pipi assina Lolo, uma linda homenagem a seu filho. O saxofonista Damián Fogel e o baixista Mariano Sivori respondem, respectivamente, pela agitada Nutibara e pela balada Sevilla.

Publicidade