Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em documentário alarmante, DiCaprio busca soluções para aquecimento global

‘Gelo em Chamas’, do canal HBO, deixa de lado intrigas políticas para ir aos fatos sobre as mudanças climáticas e como brecá-las

As previsões são antigas e, a cada ano que passa, se confirmam: o planeta está cada vez mais quente, os oceanos estão aumentando, e os primeiros refugiados vítimas do aquecimento global surgem da África aos Estados Unidos. O tema recorrente em documentários acaba de ganhar um novo e notório representante. O longa Gelo em Chamas, com produção e narração de Leonardo DiCaprio, será exibido nesta segunda-feira 22, às 22h, na HBO (e ficará disponível no canal de streaming HBO Go). Na produção, o ator e ativista foge das intrigas políticas, pincela o vindouro fracasso do Acordo de Paris — em que países concordaram com práticas que limitariam o aumento da temperatura mundial — e volta a atenção para os fatos: e eles são de teor apocalíptico.

Com dados, pesquisas e gráficos, o apanhado sugere um prazo de 20 anos para que seja possível a reversão dos distúrbios climáticos. A previsão é corroborada por cientistas renomados, que dão seu depoimento no filme e alertam para os efeitos mais catastróficos que estão por vir — entre eles, a maior liberação de gás metano dos oceanos para a atmosfera, como mostra a foto no topo, em que cientistas encontram os pontos com a maior concentração do gás onde o gelo perdeu espessura. Pessoas comuns também são ouvidas, como um pescador que deixou a pesca predatória para cultivar plantas subaquáticas que ajudam na contenção do carbono e ainda servem como recurso econômico. Os bons resultados financeiros, aliás, vindos da energia limpa e de outras opções criativas, como uma empresa que tira o carbono do ar e o transforma em pedra no solo, ajudam na virada otimista da produção, que não fica só no problema, mas propõe soluções.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s