Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Bambu é a estrela da abertura da Japan House

Centro cultural foi aberto pelo governo japonês na Avenida Paulista, em São Paulo

Por Da redação - 6 Maio 2017, 06h00

Uma popular gramínea é o foco da primeira exposição da Japan House, centro de cultura japonesa criado pelo governo do Japão em São Paulo. A mostra Bambu – Histórias de um Japão, que abre no dia 6 de maio, traz uma coleção de obras que formam uma cronologia visual de mais de 150 anos de arte feita com a planta, uma protagonista silenciosa da cultura do país oriental.

Entre os destaques da exposição estão esculturas dos artistas Chikuunsai IV Tanabe, Hajime Nakatomi, Shigeo Kawashima e Akio Hizume, principais nomes da arte do bambu no Japão hoje. A exposição também traz curiosidades sobre o uso do bambu em importantes descobertas do século XIX, como a lâmpada de Thomas Edison, cujo filamento era de bambu, e o 14 Bis e o Demoiselle, de Santos Dumont.

Criada pelo governo japonês, a Japan House é um ponto de difusão de elementos da cultura japonesa para a comunidade internacional. São Paulo foi uma das três localidades escolhidas, juntamente com Londres, na Inglaterra, e Los Angeles, nos Estados Unidos. A ideia do centro cultural é oferecer exposições, shows, workshops, experiências gastronômicas, e ser um espaço para encontros de negócios e estudos acadêmicos.

A exposição Bambu- Histórias de um Japão fica em cartaz de 6 de maio a 5 de julho. A Japan House fica na Avenida Paulista, nº 52, e a visitação pode ser feita de terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriado das 10h às 18h. A entrada é gratuita.

Publicidade