Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Autor sueco ironiza a síndrome de Estocolmo em livro policial

Na trama de 'Gente Ansiosa', humor e drama conduzem um roubo em que o bandido desaparece, e os reféns se tornam suspeitos de encobri-lo

Por Raquel Carneiro Atualizado em 20 set 2021, 17h18 - Publicado em 17 set 2021, 07h00
GENTE ANSIOSA, de Fredrik Backman (tradução de Maira Parula; Rocco; 368 páginas; 64,90 reais e 32,90 reais em e-book) -
GENTE ANSIOSA, de Fredrik Backman (tradução de Maira Parula; Rocco; 368 páginas; 64,90 reais e 32,90 reais em e-book) – ./.

Em uma pacata cidade no interior da Suécia, um grupo de pessoas aleatórias visita um apartamento. Os potenciais compradores do imóvel são detidos ali por um assaltante armado, que saiu de mãos abanando de um roubo a banco malsucedido. Quando todos são liberados, o assaltante desaparece, levando a polícia a crer que um dos reféns (ou todos) está encobrindo o homem. Irônico, o autor sueco se equilibra com destreza entre o humor e o drama, enquanto tece divagações sobre o amor, as coincidências da vida e até o suicídio.

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

Publicidade