Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Rose Miriam escreve carta sobre relação com Gugu

Exclusivo para VEJA: "Para nos confortar, temos a certeza que Gugu está calmo e bem pertinho de Deus."

Por João Batista Jr. - Atualizado em 2 fev 2020, 22h46 - Publicado em 2 fev 2020, 08h11

A médica Rose Miriam Di Matteo escreveu a VEJA uma carta para falar sobre sua relação com Gugu. Apesar de considerar um absurdo a sua ausência no testamento deixado pelo apresentador, fato que a motivou a iniciar um batalha na Justiça, ela fala bem e com carinho do pai de seus três filhos. Rose, evangélica praticante, diz ter lido a Bíblia antes de escrever o texto.

+ Entrevista com Rose Miriam: “não vou viver de migalhas”

Fontes ligadas ao litígio garantem que a fortuna de Gugu é estimada em 1 bilhão de reais. Só de dinheiro aplicado em bancos no Brasil, o apresentador tinha 190 milhões de reais, em instituições como Itaú e Safra. Sua irmã Aparecida Liberato, deixada por ele como sua inventariante, ainda não apresentou nos autos a declaração de imposto de renda do irmão.

A carta escrita por Rose:

Continua após a publicidade

“Gugu desejou construir uma família e eu também. Ele me incluiu na vida dele, assim como eu o incluí na minha vida. Formamos uma família conforme a vontade de Deus. Tivemos três filhos lindos e saudáveis. E desde o momento em que ficamos sabendo que eu estava grávida, as nossas vidas tomaram um novo rumo. 

Caminhamos sempre juntos em um caminho de amor, respeito e cumplicidade. Um relacionamento de acordo com a vontade de Deus, em que o amor e confiança andam juntos. Fomos muitos felizes durantes todos esses anos, principalmente nos últimos anos em que vivemos aqui nos Estados Unidos. Apesar da distância, a nossa casa aqui se tornou um lar mais sólido.

Gugu vinha frequentemente e a nossa alegria sempre foi algo que brotava de nossos corações. Jamais esquecerei dos fortes abraços que ele nos dava ao abrir a porta de casa quando chegava do Brasil. Gugu adorava viver aqui, pois além de estar no seio familiar, podia passear de bicicleta, de bermuda e de chinelo, e de fazer as compras no mercado. Eram momentos de liberdade!

Gugu foi um querido e zeloso pai e marido. Foi meu companheiro nos momentos felizes na criação e educação dos filhos. Ele era o pilar da casa!    
Quando vinha para cá, ficava o máximo de tempo que lhe era possível. Se não fosse o trabalho de apresentador e de empresário, teria um tempo maior para convivermos. Mas ele adorava ser apresentador querido e amado por todos. Gugu foi um homem íntegro e o mais generoso que já conheci na vida. 

Ele sempre me dizia que quando as crianças chegassem na idade de fazer o high school, deveríamos trazê-los para cá nos Estados Unidos, por achar que essa seria uma ótima decisão. Foi assim que viemos eu, Gugu e as crianças no dia 02 de julho de 2015.
Quando chegava o momento de ir embora de suas muitas vindas, Gugu se emocionava ao se despedir de nós. E sempre dizia: “assim que der, eu volto. Amo vocês! Fiquem com Deus”.

Mas no dia 20 de novembro deste último ano, ao chegar em nossa casa, sua vida foi ceifada de forma extremamente trágica em um acidente doméstico diante de nossos olhos. E agora as nossas vidas transcorrem na maior perda que já tivemos. O que nos resta agora é a dor da saudade de alguém inesquecível que só nos deu amor. Mas para nos confortar, temos a certeza que Gugu está calmo e bem pertinho de Deus.”

Continua após a publicidade
Carta de Rose para Veja sobre sua relação com Gugu: ele adorava a rotina em Orlando, onde andava de bermuda e fazia compras no mercado Reprodução/VEJA

Segundo trecho da carta:

Rose sobre Gugu: “dor e saudade de alguém inesquecível’ Reprodução/VEJA

 

Publicidade