Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Popó perde a cachorra Princesa, de 2 anos, por acidente doméstico: “Não tem nada que traga a Princesa de volta”.

Michelle Kallousieh   Acelino “Popó” Freitas anda inconsolável: perdeu a amiga PRINCESA, 2 anos, vítima de um acidente na casa do ex-boxeador, em Salvador. Há duas semanas, um filho de Popó foi a uma balada na companhia de uma amiga e, como não tem habilitação, deixou que ela dirigisse. Na volta, às 4 da manhã, a […]

Por Meire Kusumoto Atualizado em 30 jul 2020, 21h51 - Publicado em 14 set 2016, 15h29

POPO

Michelle Kallousieh

 

Acelino “Popó” Freitas anda inconsolável: perdeu a amiga PRINCESA, 2 anos, vítima de um acidente na casa do ex-boxeador, em Salvador. Há duas semanas, um filho de Popó foi a uma balada na companhia de uma amiga e, como não tem habilitação, deixou que ela dirigisse. Na volta, às 4 da manhã, a motorista, distraída, passou por cima da cachorra. “Ela era pequenininha. Tenho mais três cachorros, mas é uma perda muito difícil”, diz Popó, que fez uma tatuagem na panturrilha para homenagear a companheira morta. A amiga do filho tem se desmanchado em desculpas, mas Popó resiste: “Não tem nada que ela fale que traga a Princesa de volta”.

Continua após a publicidade
Publicidade