Clique e assine a partir de 8,90/mês
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

“Não ligo para ofensas nem para o que falam de mim na internet”, diz Vitão

Ele é uma das vozes mais escutadas hoje do Brasil e assunto frequente nas redes

Por Eduardo F. Filho - Atualizado em 18 set 2020, 11h22 - Publicado em 18 set 2020, 06h00
Gustavo Vieira/.

Aos 21 anos, Vitão é uma das vozes mais escutadas hoje do Brasil e assunto frequente nas redes. Nos últimos dias, o cantor foi envolvido no turbilhão de likes e dislikes de um tema vitriólico: seu recém-assumido namoro com a colega Luísa Sonza. Fãs do youtuber Whindersson Nunes, ex da moça, falaram coisas cabeludas de Vitão. “Sou uma pessoa de mente forte, não ligo para ofensas nem para o que falam de mim na internet”, diz. O paulistano começou a tocar violão aos 8 anos, quando aprendeu sozinho a Nona Sinfonia de Beethoven. “Meu pai me pôs na hora em um curso de música”, relembra. Com o corpo tatuado e uma juba que não corta há cinco anos, ele foge do estereótipo de artista pop bonzinho. “Esse cabelo me deixa diferente”, acha.

Publicado em VEJA de 23 de setembro de 2020, edição nº 2705

Publicidade