Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Maju Coutinho e a sordidez do racismo: ‘Ainda é notícia’

Jornalista foi a escolhida para ocupar o cobiçado espaço de Sandra Annenberg no 'Jornal Hoje'

Por João Batista Jr. Atualizado em 27 dez 2019, 10h12 - Publicado em 27 dez 2019, 06h00

Com a saída de Nuccio e a ida de Sandra Annenberg para o Globo Repórter, Maju Coutinho foi escolhida para ocupar o cobiçado espaço de apresentadora do Jornal Hoje. Ela tem todos os predicados para o posto. Mas a escolha da jornalista talentosa e carismática provocou ruídos, dentro e fora da emissora. Alguns colegas chegaram a dizer, à boca pequena, anonimamente, que a nomeação teve um único objetivo: mostrar mais diversidade. Para Maju, o que se revelou foi a sordidez do racismo. Ao assumir a bancada do Jornal Nacional em um sábado, a primeira negra à frente do principal telejornal do país foi atacada com frases indecorosas publicadas no Twitter. Ela resumiu a situação numa frase: “Infelizmente, ainda é notícia”.

Publicado em VEJA de 1º de janeiro de 2020, edição nº 2667

Publicidade