Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

“Lamentável”, diz Luiza Brunet, sobre ofensas da mãe de Gabriel Medina

Em mensagem ao filho, Simone Medina xingou a ex-modelo e sua filha, Yasmin, e as comparou a atrizes pornô: 'Tenho vídeos', disse, sobre a nora

Por Cleo Guimarães Atualizado em 14 out 2021, 09h33 - Publicado em 13 out 2021, 15h41

A turbulenta briga na família do atual campeão mundial de surfe, Gabriel Medina, acabou respingando na sogra do atleta, Luiza Brunet – e ela não pretende deixar barato. Mãe de Yasmin Brunet, com quem Gabriel se casou no Havaí em março passado, a ex-modelo (hoje uma atuante ativista no enfrentamento da violência doméstica) foi ofendida e comparada a uma atriz pornô em mensagem enviada por Simone Medina ao filho.

“Até do seu julgamento eu tenho pena. Tenho pena de sua pobreza de espírito. Sua esposa e a mãe dela são muito decentes: Filme pornô, aborto, relacionamento homossexual. Quem é que são vocês? Podres!”, escreveu Simone em mensagem no WhatsApp que vazou para a imprensa. Ela ainda usou termos chulos para se referir a cenas que teria visto num vídeo protagonizado por Yasmin.

“Lamentável”, diz Luiza Brunet. Procurada por VEJA, ela disse repudiar o comportamento de Simone e anunciou  que seu advogado “está tomando as medidas cabíveis” para um possível processo contra a sogra de Yasmin. Não será fácil, no entanto.

Prints de conversas de WhatsApp sozinhos não são considerados como provas válidas pelos tribunais brasileiros, garante o doutor em Direito Penal pela USP Matheus Falivene. “Para que eles tenham validade jurídica se faz necessário que estejam acompanhados de outros elementos probatórios como depoimentos, áudios ou até mesmo da elaboração de uma ata notarial ou outro registro da conversa”, afirma.

Continua após a publicidade
Publicidade