Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Ilhabela: Justiça derruba veto e turistas podem entrar na cidade

Juiz alegou direito de ir e vir; município estava fechado desde 20 de março

Por João Batista Jr. - Atualizado em 23 Jun 2020, 19h17 - Publicado em 23 Jun 2020, 18h55

Após mais de 90 dias fechada para a entrada de turistas e donos de casas de veraneio no município, Ilhabela agora vai voltar a receber público de fora. O juiz Vitor Hugo Aquino de Oliveira, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, derrubou o veto de circulação na cidade. “Deve-se reavaliar as premissas anteriores, porque não se pode, por simples comodidade do município, limitar o inato direito de locomoção; vale dizer, o direito de ir e vir”, escreveu ele no despacho desta terça, 23.

ASSINE VEJA

Acharam o Queiroz. E perto demais Leia nesta edição: como a prisão do ex-policial pode afetar o destino do governo Bolsonaro e, na cobertura sobre Covid-19, a estabilização do número de mortes no Brasil
Clique e Assine

A medida do veto à entrada de carros e pessoas de fora se deu por meio de decreto assinado pela prefeita Gracinha (PSD), como forma de evitar a propagação da Covid-19. Comerciantes e lideranças locais fizeram pressão, muitos pedindo o impeachment da política. Ela, por sua vez, relata ser sofrido ataques de toda sorte, inclusive de cunho racista, pelas redes sociais.

Embora tenha feito uma rigorosa restrição, Ilhabela não ficou livre de gente de fora. Nos feriados, moradores locais viram diversos helicópteros pousando em mansões equipadas com helipontos. Até dia 10 de junho, Ilhabela tinha registrado duas mortes por Covid-19 e um total de 59 casos.

Publicidade