Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Juízes da LavaJato viram bonecos gigantes e são apostas em Olinda

O criador dos bonecos gigantes de Olinda explica como escolhe seus personagens

 

Quem serão os personagens do Carnaval em Olinda neste ano? Teremos Kim Jong-un e Trump, a Ivete Sangalo grávida e, como é ano de Copa, o Tite e o Neymar. A sensação, porém, será a força-tarefa da Lava-Jato. Fiz os juízes Sergio Moro e Marcelo Bretas, o Japonês da Federal e os procuradores Carlos Santos Lima e Deltan Dallagnol. Não os coloquei para ser super-­heróis nem santos, mas sei que nas ruas eles são vistos como as luzes que podemos enxergar no fim do túnel.

O senhor pede autorização aos homenageados? Claro. Sem exceção. Tenho autorização da Arquidiocese de Olinda e do Recife até para fazer, em eventos religiosos, o papa Francisco. O ex-diretor da PF Leandro Daiello já tinha autorizado a turma da Lava-Jato. Pedi permissão ainda ao Joaquim Barbosa, ao Bretas e ao Moro. Por e-mail, Moro disse que ficou feliz com a homenagem. Só não autorizou quando o Vem pra Rua (movimento associado ao impeachment de Dilma Rousseff) quis o boneco emprestado para colocar na Avenida Paulista. Argumentou que o país vive um momento delicado e o seu boneco deve ser usado apenas em eventos de cunho cultural.

Alguém não autorizou? Maria Bethânia, Gilberto Gil e Caetano Veloso. Bethânia disse que a religião dela não permitia. Estamos à espera do o.k. do Gil e do Caetano até hoje. Eles mereciam, mas desisti. A família do Jorge Amado autorizou, e ele representa mais a Bahia.

Os bonecos de políticos enfrentam críticas? Sim. Já fiz Lula, Dilma, FHC e Temer, mas no ano passado decidi não mais pôr presidentes brasileiros na rua. Colocamos anos atrás a Dilma no desfile e veio uma vaia gigantesca. Tive de tirá-la na hora. Quero evitar político e política. Há petistas que perguntam: “Ah, e o Sergio Moro?”. Respondo: “Ele é juiz, não político”.

Qual o critério para selecionar artistas? Alguns me criticam pela escolha de nomes como Zezé Di Camargo e Luciano, mas eles são ícones da cultura sertaneja. Luan Santana ainda não é para a nossa arte: pode chegar o momento dele, mas não agora. Escolho os maiores, quem tem história. Entre Pabllo Vittar e Ney Matogrosso, o Ney sempre estará na frente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s