Clique e assine a partir de 8,90/mês
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Giulia Be é quarta brasileira com mais ouvintes em plataformas digitais

“Não sou mais aquela menina solta do começo do ano. Eu evoluí”, diz a cantora de 21 anos

Por Eduardo F. Filho - Atualizado em 9 out 2020, 10h40 - Publicado em 9 out 2020, 06h00
GIULIA BE – Reprodução/Instagram

A vida de Giulia Be estava “normal” em 2017. Ela tinha voltado de um intercâmbio em Miami e se inscreveu em direito numa universidade carioca. No Rock in Rio daquele ano, porém, ouviu de James Valentine, guitarrista de sua banda favorita, o Maroon 5, que “levava jeito” para a música. Hoje, aos 21 anos, ela se impõe como a quarta cantora brasileira com mais ouvintes em plataformas digitais — atrás somente de Anitta, Marília Mendonça e Luísa Sonza. Menina Solta, seu maior hit, tem versos do tipo: “Saquarema estava quente / E ela toda fria”. No dia 9, Giulia lança uma parceria musical com Luan Santana. “Não sou mais aquela menina solta do começo do ano. Eu evoluí”, diz.

Publicado em VEJA de 14 de outubro de 2020, edição nº 2708

Publicidade