Clique e assine com até 92% de desconto
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Gabriel Braga Nunes se inspira em Shakespeare para fazer rock

O ator, que espera para este ano a chegada de sua segunda filha, Valentina, planeja fazer uma turnê com as músicas em 2021

Por Eduardo F. Filho Atualizado em 13 nov 2020, 11h03 - Publicado em 13 nov 2020, 06h00

Há três anos, quando iniciava as gravações da novela Novo Mundo, Gabriel Braga Nunes começou a traduzir sonetos de Shakespeare. “São textos reveladores, escritos em primeira pessoa. Ele era apaixonado, enlouquecido”, conta. Braga Nunes encontrou então inspiração para compor: já são dezessete canções escritas e dez prontas para ser lançadas. “Foi a minha salvação na quarentena. Não estava conseguindo escrever”, diz. O ator, que espera para este ano a chegada de sua segunda filha, Valentina, planeja fazer uma turnê com as canções em 2021. “É um projeto que pode se tornar vitalício, afinal, são 154 sonetos. Haja música!”

Publicado em VEJA de 18 de novembro de 2020, edição nº 2713

Publicidade