Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Fim do detox digital

Distante da internet, Julia Petit usou o tempo para reformar a casa e fazer pesquisa para a criação de uma empresa de cosméticos

Por João Batista Jr. - 15 fev 2019, 07h00

Há doze anos, quando os tutoriais de maquiagem estavam na idade da pedra no mundo digital, Julia Petit ensinava a passar blush e corretivo em vídeos semanais. Ela logo virou guru para meninas do Brasil todo. Viciada em redes sociais, a publicitária causou espanto ao anunciar que ficaria fora da internet em 2018. “Posso falar? Não fez falta alguma. Não fui viajar, mas comprei uma casa nova e cuidei da reforma”, conta. “Não perco tempo socializando no Instagram, uso o app mais para trabalho.” Em parceria com sócios, Julia também fez pesquisas para criar a Sallve, empresa de cosméticos que se diz antenada com os tempos atuais: “Não faremos testes em animais, jamais usaremos derivados de petróleo, e utilizaremos pouca embalagem”. Se alguém for pego com batom na cueca, poderá alegar que é ecológico?

Publicado em VEJA de 20 de fevereiro de 2019, edição nº 2622

Envie sua mensagem para a seção de cartas de VEJA
Qual a sua opinião sobre o tema deste artigo? Se deseja ter seu comentário publicado na edição semanal de VEJA, escreva para veja@abril.com.br
Publicidade