Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Escola Raul Brasil, em Suzano, ganhará grafites de Kobra

“Pensei em uma obra feita com os próprios alunos", conta o artista

Por Eduardo F. Filho Atualizado em 11 set 2020, 15h41 - Publicado em 11 set 2020, 06h00

Autor de murais gigantes que pregam a tolerância, o grafiteiro Kobra não se sentia preparado para aceitar um convite especial: criar uma homenagem às vítimas do massacre da escola Raul Brasil, em Suzano, ocorrido em março de 2019. Foi durante uma viagem a Roma que veio finalmente a inspiração. “Pensei em uma obra feita com os próprios alunos, e que traga a visão deles do que falta para a paz nas escolas.” Com a ajuda da agência especializada em arte, Dionísio, e mais catorze artistas, a escola foi coberta de pinturas. Nesta semana, o pátio — local onde a maioria das vítimas foi morta — ganhará um mural de Kobra, que mostra um aluno abraçando um professor. “O que aconteceu ali não pode ser apagado”, diz ele.

O desenho ainda precisa de detalhes pequenos, e o mais importante, a assinatura do artista. Confira com exclusividade o mural de Kobra no pátio do colégio:

Em parceria com a Agência Dionísio, Kobra desenhou um aluno abraçando uma professora e pediu, nos detalhes da imagem, por paz.
Kobra desenhou um aluno abraçando uma professora e pediu, nos detalhes da imagem, por paz. Allan Teixeira/Reprodução

Publicado em VEJA de 16 de setembro de 2020, edição nº 2704

Continua após a publicidade

Publicidade