Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Bolsonaro diz que vai a debates em 2022 mas impõe condições

"É para falar do meu mandato, não entrem em coisas de família", avisa o presidente

Por Cleo Guimarães 24 nov 2021, 19h12

Ao contrário do que aconteceu em 2018, Jair Bolsonaro deve participar de eventuais debates marcados para as eleições presidenciais de 2022 – desde que sejam obedecidas algumas imposições. “É para falar do meu mandato. Até a minha vida particular fique à vontade, mas que não entrem em coisas de família, amigos, que não vai levar a lugar nenhum”, disse o presidente, em trecho de entrevista ao jornalista Luiz Ernesto Lacombe, da RedeTV. A íntegra da conversa vai ao ar nesta quinta (25).

Lacombe já afirmou “ter afinidade de ideias” com o presidente, e recentemente entrevistou bolsonaristas conhecidos, como o empresário Luciano Hang, da Havan, e o ex-piloto Nelson Piquet. Ambos deram traço (audiência próxima de zero) no Ibope.

Na conversa com o jornalista, Bolsonaro disse ainda que negou o convite para o debate com Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições  de 2018 porque ainda se recuperava da facada que havia levado, em setembro daquele ano. Liberado pelos médicos, ele  preferiu não participar, alegando desconforto.

“Agora eu pretendo participar. Não pude, na última (eleição), porque estava convalescendo ainda. Da minha parte não vai ter guerra, mas não posso aceitar provocação, coisas pessoais, porque daí você foge da finalidade de um bom debate”, afirmou o presidente, num dos pouco momentos em que não falou na terceira pessoa.

Continua após a publicidade

Publicidade