Clique e assine com 88% de desconto
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Edifício encrenca

Moradores ilustres de prédio de alto padrão em São Paulo recebem visitas frequentes da Polícia Federal

Por João Batista Jr. - Atualizado em 19 out 2018, 10h44 - Publicado em 19 out 2018, 07h00

Um prédio de altíssimo padrão que fica no coração dos Jardins, em São Paulo, virou endereço conhecido da Polícia Federal, que bateu lá inúmeras vezes, em operações variadas. Moram no local José Batista Sobrinho (fundador da JBS), Val Marchiori (que fez um empréstimo camarada no Banco do Brasil, quando o seu amigo Aldemir Bendini — hoje preso em Curitiba — presidia a instituição) e Teodoro Nguema Obiang Mangue, vice-presidente da Guiné Equatorial. Ser dono de uma fortuna não significa andar com as contas em dia. Mangue está há nove meses sem pagar o condomínio. Val chegou a atrasar algumas parcelas, mas pagou tudo recentemente. Ela nega. A mensalidade é de 13 200 reais.

Publicado em VEJA de 24 de outubro de 2018, edição nº 2605

Publicidade