Clique e assine com 88% de desconto
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Depoimento de Najila: delegacia paralisada, atraso e a única fã de Neymar

A modelo entrou na delegacia com uma blusa em cima de sua cabeça, impedindo fotógrafos e cinegrafistas de fazerem registros

Por João Batista Jr. - Atualizado em 7 jun 2019, 15h05 - Publicado em 7 jun 2019, 12h20

Com cinquenta minutos de atraso, Najila Trindade Mendes de Souza chegou à Delegacia da Mulher de Santo Amaro, na manhã de sexta-feira, 7, para depor sobre o caso Neymar (na reportagem de capa da semana, confira detalhes da história). Ela entrou com uma blusa em cima de sua cabeça, impedindo fotógrafos e cinegrafistas de fazerem registros. Um circo midiático se forma na porta da delegacia, com 65 jornalistas de TVs, rádios, sites e jornais. Sete homens do Grupo de Operações Especiais fazem um cordão de isolamento na entrada do local, o que dificulta que outras mulheres sejam atendidas normalmente.

Duas mulheres e uma criança chegaram ao local para prestar queixa, mas foram orientadas a retornar no dia seguinte porque hoje, em razão do depoimento de Najila, os trâmites demorariam mais.

Uma única fã de Neymar apareceu à porta da delegacia segurando uma camiseta da seleção brasileira.

A fã de Neymar: entrevistas antes de depoimento da modelo João Batista Jr/VEJA
Publicidade