Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Corpo de Tuka Rocha será velado por religioso anglicano

Missa será às 9 horas de terça, 19, no Cemitério do Morumbi

Por João Batista Jr. - 18 nov 2019, 16h30

Uma das três vítimas fatais do acidente aéreo ocorrido na quinta, 14, na Bahia, Tuka Rocha será velado às 9 horas de terça, 19, no Cemitério do Morumbi. A família do ex-piloto de Stock Car convidou Aldo Quintão, reverendo da Igreja Anglicana, para celebrar a cerimônia. Com 80% do corpo queimado, Rocha ficou três dias no hospital antes de falecer. Ele foi o único a ter o corpo liberado pelo Departamento de Polícia Técnica, de Salvador. As irmãs Marcela Elias e Maysa Mussi, outras duas vítimas do acidente aéreo, ainda não tiveram os corpos liberados. 

Tuka Rocha tinha 36 anos e tinha um currículo extenso no automobilismo: foi tricampeão brasileiro de Kart e disputou mais de 100 Grandes Prêmios na Stock Car.

O avião bimotor Cessna 550 transportava dez amigos e parentes para um final de semana na Bahia, além do piloto. A capacidade dessa aeronave é justamente de onze pessoas, entre passageiros e tripulantes. Além de Marcela, Maysa e Rocha, estavam a bordo: Eduardo Trajano Elias e Dududinho, de 6 anos (marido e filho de Marcela, respectivamente ), Eduardo Mussi (marido de Maysa e irmão do deputado Guilherme Mussi), Cristiano Rocha, Marcelo Constantino Alves, Marie Cavelan e Fernando Oliveira, além do piloto da aeronave, Aires Napoleão Guerra.

Marcelo Constantino, Eduardo Elias e Duduzinho devem receber autorização para serem transferidos de Salvador para São Paulo nos próximos dias.

Continua após a publicidade

 

Publicidade