Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Clarice Lispector é tema de megaexposição em São Paulo

Mostra reúne cerca de 300 itens do acervo pessoal da escritora, além de obras de 26 artistas mulheres, como Lygia Clark e Djanira

Por Cleo Guimarães 18 out 2021, 13h53

Mais que fãs, Clarice Lispector (1920-1977) tem devotos. E eles terão uma nova oportunidade de expressar sua fé na mostra que o Instituto Moreira Salles inaugura neste sábado (23), em São Paulo. “Constelação Clarice” reúne cerca de 300 itens do acervo pessoal da escritora, entre  manuscritos, fotos, cartas, discos e reportagens. Mas a ideia da exposição é ir além do documental: a proposta é estabelecer uma conexão entre a produção literária de Clarice e criações de artistas que foram suas contemporâneas.

Quem vai pagar o fardão de Fernanda Montenegro para a posse na ABL?

Serão exibidas então obras de 26 mulheres que, assim como ela, atuaram entre as décadas de 1940 e 1970 – nomes como Maria Martins, Mira Schendel, Fayga Ostrower, Lygia Clark, Letícia Parente, Djanira e Celeida Tostes, entre outras. Uma das curiosidades é o áudio da escritora Hilda Hilst em que ela tenta estabelecer contato com o espírito de Clarice.

O fim da reclusão de Bebel Gilberto

A mostra ocupa dois andares do IMS Paulista e tem curadoria do poeta Eucanaã Ferraz e da escritora e crítica de arte Veronica Stigger. Ela ficará em cartaz até fevereiro de 2022, quando segue para o IMS do Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade

Publicidade