Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Abertura da SPFW teve apenas 12,5% dos looks apresentados por negras

Reinaldo Lourenço mostrou coleção inspirada em Miami

Por João Batista Jr. - Atualizado em 23 abr 2019, 10h37 - Publicado em 23 abr 2019, 10h36

Ocorrida na noite de terça (22) no Farol Santander, a abertura da 47ª São Paulo Fashion Week se deu com a apresentação de Reinaldo Lourenço, um dos estilistas mais respeitados do Brasil. A coleção foi inspirada nas luzes e na arquitetura de Miami. Os vestidos e camisetas de richilie com desenho art déco eram deslumbrantes, assim com os vestidos e saias em tons de neons da Ocean Drive: rosa, verde, lilás e azul. Lourenço, que sabe de modelagem como poucos, aplicou pequenas fitas de rendas delicadas nas mangas de casacos — o resultado ficou lindo. As peças com estampas das casas de South Beach, algumas com aberturas nas costas, também foram um acerto.

Além de beleza das peças, chamou a atenção a baixíssima presença de modelos negras na passarela — justamente em um momento em que o racismo tem sido a pauta do dia. Dos 48 looks, apenas seis foram desfilados por meninas negras. Ou seja, 12,5%. De acordo com o IBGE, 54% da população do Brasil é negra.

Publicidade