Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Warner Estreia The Middle

O canal Warner estreia esta noite, às 22h, a sitcom “The Middle”, produção que estreou na ABC em setembro de 2009. O episódio piloto foi exibido em  pré-estreia pela Warner no dia 30 de junho. A série traz de volta a TV a atriz Patricia Heaton, que fez sucesso com “Everybody Loves Raymond”, sitcom com […]

O canal Warner estreia esta noite, às 22h, a sitcom “The Middle”, produção que estreou na ABC em setembro de 2009. O episódio piloto foi exibido em  pré-estreia pela Warner no dia 30 de junho.

A série traz de volta a TV a atriz Patricia Heaton, que fez sucesso com “Everybody Loves Raymond”, sitcom com a qual ganhou vários prêmios.  Esta é a segunda tentativa da atriz de emplacar em uma nova série. A primeira foi “Back to You”, com Kelsey Grammer, cancelada com apenas uma temporada.

Em “The Middle”, Patricia é Frankie, uma esposa e mãe que vive em Orson, Indiana, cidade fictícia que ficaria bem no meio do estado, e daí vem o título da série.  Casada com Mike (Neil Flynn, o faxineiro da série “Scrubs”), um empreiteiro, Frankie tem três filhos.  Axl (Charlie McDermott), um adolescente preguiçoso e desinteressado pelo que ocorre ao seu redor. Axl detesta ajudar nos trabalhos da casa, mas adora comer e dormir. Seu nome é uma homenagem ao vocalista da banda Guns N’Roses.

A filha do meio é Sue (Eden Sher), uma jovem alegre e disposta a realizar qualquer tarefa que lhe derem. O problema é que Sue não tem aptidão para nada. E olha que ela já tentou de tudo. Mas a rejeição não a desanima. A garota continua tentando descobrir seu talento profundamente escondido.

O caçula da família rouba a cena sempre que aparece. Seu nome é Brick (Atticus Schaffer), um garotinho de sete anos que adora ler; totalmente desligado, vive esquecendo as tarefas da casa ou da escola. Sua mania é falar consigo mesmo sussurrando. Na vida real, o ator tem uma doença genética, por parte de mãe; é  a Osteogenesis Imperfecta, tipo IV, que atinge a formação dos ossos e colágeno. Por isso, o ator tem problemas para caminhar, mas parece que a doença não é mencionada na série.

Frankie é a super mãe que tenta manter todos unidos e felizes em uma casa organizada e funcional. Não consegue, é claro, mas ela tenta. Apesar da distribuição das tarefas, é Frankie quem acaba fazendo todo o serviço, incluindo muitas das tarefas escolares e ou extra curriculares, dos filhos. Aos ‘trancos e barrancos’, Frankie consegue acordar cedo, mandar os filhos para escola e correr para o trabalho. Ela é uma das piores vendedoras de carros usados da cidade. Seu colega de trabalho, Bob (Chris Kattan), é quase da família, já que costuma revelar alguns de seus problemas, resultados de uma vida solitária.

Voltada principalmente para o público que vive no interior dos EUA, a série preenche o espaço deixado por “My Name Is Earl”, a qual, juntamente com “The Middle”, faz parte da linha narrativa quase obrigatória que os canais de TV americanos precisam produzir para atingir o americano médio que vive em pequenas comunidades.

Esta linha de produção surgiu nos anos 50, ganhando força nos anos 60. É popularmente chamada de “série rural/rural sitcom”, na qual temos histórias retratando famílias do interior, vivendo problemas típicos do ambiente e da cultura local. São representantes dessa linhas as sitcoms “A Família Buscapé”, “O Fazendeiro do Asfalto”, “Petticoat Junction”, e outras dos anos 60. O sucesso dessas produções mostrou aos executivos da televisão a necessidade de se produzir séries voltadas para o público do interior.

Assim, essa linha se manteve ao longo dos anos, algumas vezes menos acentuada, outras vezes colocando-a em contraste com a vida na cidade grande. Geralmente são sitcoms, mas também podem ser produções com uma hora de duração, como foi o caso de “Os Gatões”, no final dos anos 70 e início dos anos 80. A mais recente foi “My Name is Earl”, cancelada com quatro temporadas, faltando apenas quatro episódios para fechar o almejado pacote com 100 episódios.

“The Middle” é uma série simpática, daquelas que se vê para passar o tempo e aliviar a cabeça do cansaço. Os personagens são simples e bem construídos. Apesar da personagem de Patricia Heaton ser o centro das atenções (é ela quem narra as histórias), são os filhos que comandam a série.

Por curiosidade, o projeto de “The Middle” começou a ser desenvolvido há cinco anos atrás. Na época, chegou a ser produzido um episódio piloto estrelado por Ricki Lake, para a temporada de 2006. Mas a rede ABC não aprovou a produção da série. O projeto foi para a gaveta, sendo resgatado em 2009 com um novo elenco.

Criada por Eileen Heisler e DeAnn Heline, a série tem 24 episódios produzidos para sua primeira temporada. Entre os atores convidados estão Brooke Shields, Marsha Mason e Betty White. Apesar da baixa audiência, cerca de 7 milhões de telespectadores, a série foi renovada para uma segunda temporada, com previsão de estreia para o dia 22 de setembro nos EUA. A primeira temporada deverá chegar em DVD ao Brasil por volta do dia 26 de agosto.

Acompanhe o calendário de estreias.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s