Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Eliana e Fernanda Souza na Netflix reforçam fuga de estrelas da TV aberta

Dupla comandará atrações inéditas na plataforma de streaming em 2022 e seguem exemplo de nomes como Xuxa e Angélica

Por Amanda Capuano Atualizado em 23 nov 2021, 18h58 - Publicado em 23 nov 2021, 15h06

A Netflix anunciou nessa terça-feira, 23, durante o evento online Mais Brasil na Tela, uma série de atrações nacionais que chegam à plataforma no próximo ano. Dentre as novidades está a estreia dos realities Iron Chef Brasil, apresentado por Fernanda Souza, e Ideias a Venda, sob o comando de Eliana. Nomes conhecidos do público, a dupla engrossa o caldo de artistas que fizeram carreira na televisão aberta e, agora, foram fisgadas pelo streaming, uma tendência do mercado audiovisual.

Lançada na televisão ainda criança, Fernanda Souza despontou como atriz e, nos últimos anos, assumiu o microfone em atrações como o Vai, Fernandinha, exibido no Multishow entre 2016 e 2019, e o Só Toca Pop, da rede Globocomandado por ela entre 2018 e 2019. Agora na Netflix, Fernanda apresentará o reality culinário Iron Chef, um modelo já consolidado mundo afora que coloca um panteão de chefes convidados — os chamados Iron Chefs — para competir com cozinheiros profissionais que os desafiam. Eliana, por sua vez, é um dos rostos dos domingos no SBT, com quem tem contrato até 2025, e assume a apresentação de Ideias à Venda, modelo original da Netflix sobre o qual ainda não há mais detalhes.

Antes delas, porém, já desenhava-se uma debandada mais feroz capitaneada pelo HBO Max. Na semana passada, a plataforma anunciou a contratação da atriz Camila Pitanga depois de 25 anos de Rede Globo. Ela, porém, é apenas o último expoente da migração para a nova plataforma, que tem planos de lançar 100 produções nacionais até 2023 — e deu carta branca a Silvio de Abreu para montar um hall de talentos que se encaixe em seu projeto de dramaturgia. Já nos programas de variedades, Angélica e Sandy, ambas com passagens pela Globo, ganharam atrações próprias na plataforma, com a cantora assumindo o já disponível Sandy+ Chef e Angélica à frente do talk show Jornada Astral, ainda sem data de estreia.

O nome mais simbólico do êxodo audiovisual, porém, é Xuxa Meneghel, agora anfitriã do reality Caravana das Drags, anunciado recentemente pelo Amazon Prime Video. Rosto cativo da TVaberta, Xuxa passou quase 30 anos na Globo antes de migrar para a Record, em 2015. A “rainha dos baixinhos” trocou as crianças por atrações mais adultas na emissora de Edir Macedo, onde apresentou um programa autointitulado e quadros como Dancing Brasil e The Four Brasil. Com o contrato finalizado em 2020, Xuxa ficou solta na pista, e acabou caindo nos encantos da Amazon. A plataforma de Jeff Bezos, aliás, não está pra brincadeira: além dela, o streaming usou a cartada da liberdade criativa para incorporar ao seu quadro de funcionários Lázaro Ramos e Ingrid Guimarães, que deixam de ser meros atores e assumem também a produção executiva de atrações do canal, um dos grandes trunfos na queda de braço com a televisão.

Continua após a publicidade

Publicidade