Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Com Harry e Meghan, Oprah atesta sua relevância – e embolsa R$ 40 milhões

Programa produzido pela apresentadora foi disputado por emissoras e teve comerciais com valores exorbitantes

Por Raquel Carneiro Atualizado em 8 mar 2021, 13h25 - Publicado em 8 mar 2021, 12h11

Não havia dúvidas de que nesta segunda-feira, 8, o assunto do dia seria a entrevista exclusiva de príncipe Harry e Meghan Markle para a apresentadora Oprah Winfrey. Na conversa transmitida pelo canal americano CBS, o casal revelou detalhes dos bastidores de sua saída da família real e as motivações para isso — entre elas o racismo sofrido por Meghan atestado pelo receio de um membro da realeza sobre o quão “escuro” o filho deles, Archie, seria. Para além das revelações bombásticas, outra personagem brilhou ao longo do programa. Com perguntas diretas (nem todas respondidas pelo casal) e postura inabalável, Oprah voltou a lembrar ao mundo quem ela é: mesmo “aposentada” da TV tradicional, a empresária de 67 anos continua afiada e sua relevância é nada menos que imbatível.

No total, a entrevista durou 3 horas e 25 minutos, editada em um programa de 1h30. Segundo Oprah, o importante ao fim era explicar a dúvida que não queria calar: por que o casal se desvinculou da família real. A apresentadora ainda revelou, após a exibição da entrevista, que Harry quis deixar claro que o comentário sobre a cor de pele do filho não veio de sua avó, a rainha Elizabeth II, nem de seu avô, o príncipe Phillip.

É notável, então, a confiança do casal em Oprah. A apresentadora foi uma das convidadas do casamento real e, recentemente, produziu com Harry um documentário sobre saúde mental para a Apple TV+. A escolha de Harry e Meghan, porém, também remete ao passado glorioso da empresária.

Oprah se tornou o grande nome da televisão americana com o programa de auditório The Oprah Winfrey Show. Em 2011, ela deixou a TV aberta para se dedicar a um canal a cabo próprio, o Oprah Winfrey Network (OWN), se tornando, assim, a primeira apresentadora e ter uma emissora para chamar de sua. Após algumas intempéries entre os acionistas, hoje Oprah tem uma parte minoritária no canal – a participação de 25% é avaliada em 65 milhões de dólares. Sem a popularidade de seu programa de audiência estelar, a apresentadora, que ficou um período distante da TV, aparentava ter perdido o brilho de outrora. Recentemente, um acordo bilionário com a Apple TV+ se mostrou um novo fôlego para ela. Na plataforma de streaming, Oprah voltou a conduzir entrevistas longas e profundas com personalidades, de Barack Obama a Mariah Carey. Agora, com Harry e Meghan, ela prova que ainda é capaz de atrair cifras pomposas para a tradicional grade televisiva.

Oprah Winfrey entrevista príncipe Harry e Meghan Markle - 07/03/2021
Oprah Winfrey entrevista príncipe Harry e Meghan Markle – 07/03/2021 Harpo Productions/Joe Pugliese/Getty Images

Oprah organizou a entrevista com sua produtora, Harpo Productions. Canais disputaram “a tapa” o direito de exibir a conversa, briga ganha pelo canal CBS que pagou entre 7 a 9 milhões de dólares (entre 40 e 50 milhões de reais). Segundo o jornal The Wall Street Journal, o canal cobrou 325.000 dólares (1,8 milhão de reais) por cada 30 segundos do intervalo comercial do programa.

A emissora ainda vai lucrar com a distribuição internacional para 70 países, entre eles, claro, a Inglaterra, onde a família real e seus súditos poderão ver o programa pelo canal ITV – que pagou 1,4 milhão de dólares (8 milhões de reais) pelos direitos de exibição no território. Harry e Meghan, porém, não ganharam um centavo pela entrevista. Mas com certeza conquistaram uma visibilidade que promete abrir mais portas ao famoso casal. No Brasil, a entrevista será exibida pelo canal pago GNT, na quinta-feira, às 22h30.

Continua após a publicidade
Publicidade