Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Animação, séries e filmes: o que é essencial para acompanhar a Marvel?

A dica para os novatos que querem apenas se divertir é: foque nos personagens coadjuvantes

Por Felipe Branco Cruz Atualizado em 18 ago 2021, 11h44 - Publicado em 18 ago 2021, 11h25

Dividido em quatro fases, com 24 filmes, quinze séries de TV e outros treze filmes e nove séries previstas até 2024, é preciso dedicação (e tempo!) para quem quiser acompanhar o Universo Cinematográfico Marvel (UCM) à risca. Recentemente, a plataforma de streaming Disney+ aumentou essa lista ao lançar What If, série animada que imagina como seriam os heróis da casa se eles tivessem agido de forma diferente daquelas apresentadas nos filmes. Aos novatos que desistem de se embrenhar neste mundo logo de cara, assustados com a quantidade de histórias interligadas, e aos que já entraram, mas começam a se sentir perdidos, fica a dúvida: dá para entender esse mundo sem precisar assistir tudo? A resposta é: sim — e existem alguns caminhos, dependendo o objetivo do espectador.

Aos novatos que querem entrar na onda, para entender o máximo possível sem ver tudo, o conselho é: dê atenção aos heróis mais importantes. Já os novatos que querem só se divertir com algumas tramas independentes, o melhor é fazer o contrário: foque nos coadjuvantes.

Por exemplo, para o primeiro caso, os primeiros filmes protagonizados por Homem de Ferro, Capitão América e Thor precisam ser vistos antes de Os Vingadores e Vingadores: Era de Ultron. Na fase seguinte da Marvel no cinema, ficam em destaque Pantera Negra, Homem-Formiga e Doutor Estranho — que abrem caminho para as duas mais recentes reuniões do grupo. Confuso? A dica mais simples e certeira já foi dada pela própria Disney+. Para facilitar, o canal de streaming organiza seus filmes em listas distintas, divididas por fases ou por ordem cronológica.

  • What If, por exemplo, está inteiramente conectado com os acontecimentos dos filmes, quem não viu nenhum deles, simplesmente não vai entender nada. Alguns filmes, como os dos Vingadores, do Capitão América e do Homem de Ferro, por exemplo, também seguem essa mesma linha e precisam de um certo conhecimento do UCM para compreendê-los.

    Mesmo as novas séries da Disney+, como Loki, Wandavision e Falcão e o Soldado Invernal, precisam de um certo conhecimento para poder acompanhá-la. Em Loki, todo o conceito de multiverso está conectado com o que já ocorreu nos filmes passados e o que o estúdio prevê que irá acontecer no futuro. Wandavision, por sua vez, aponta desdobramentos que irão repercutir no novo filme do Dr. Estranho. Já Falcão e o Soldado Invernal apresenta novos personagens, como Valentina Allegra de Fontaine, interpretado pela atriz Julia Louis-Dreyfus, que aparecerá nos futuros filmes da franquia e pavimenta o surgimento do novo Capitão América negro.

    Mas há filmes que mesmo quem nunca assistiu nada da Marvel vai entender. São os casos, por exemplo, de Guardiões da Galáxia, Homem-Formiga, Pantera Negra, Doutor Estranho e Viúva Negra. São casos em que as histórias funcionam sozinhas, com um universo de personagens independentes dos Vingadores. Por exemplo, em Pantera Negra, o roteiro se encarrega de explicar a origem do herói, como funciona o seu país, Wakanda, e toda a trama é ambientada por lá. A mesma coisa acontece com Guardiões da Galaxia e Homem-Formiga.  A dica, portanto, é fugir dos heróis mais famosos, como o Homem de Ferro, o Capitão América e o Thor, e focar naqueles menos pop. A diversão estará garantida.

    Continua após a publicidade
    Publicidade