Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Sobre Palavras Por Sérgio Rodrigues Este blog tira dúvidas dos leitores sobre o português falado no Brasil. Atualizado de segunda a sexta, foge do ranço professoral e persegue o equilíbrio entre o tradicional e o novo.

Sorvete, ‘sorbet’, ‘xerbet’, gelado

Por Sérgio Rodrigues - Atualizado em 11 fev 2017, 15h05 - Publicado em 19 fev 2015, 13h17

sorvete

“Prezado Sérgio Rodrigues, qual é a etimologia de sorvete: francesa, ‘sorbet’ (Houaiss), ou árabe, ‘sharbat’ (Canal Futura)? Sorvete, picolé e gelado são sinônimos? Grande abraço.” (Edilson Zafira de Sousa)

Não há contradição entre as duas fontes citadas por Edilson, que comete uma injustiça com o Houaiss: a informação etimológica trazida pelo dicionário é mais completa do que isso.

A história é longa. Fomos buscar realmente em sorbet, no início do século XVIII, a palavra “sorvete”. Ocorre que o vocábulo não era uma criação original da França.

Publicidade

O Trésor de la Langue Française informa que sorbet, termo surgido em meados do século XVI, vinha da Turquia, depois de uma provável escala no italiano sorbetto. O turco xerbet, por sua vez, era um termo copiado do árabe xarab (Houaiss) ou sarba (TLF). Alguns estudiosos apostam que, na Itália, o vocábulo sofreu influência do verbo sorbire, “sorver”.

O certo é que, quando a palavra chegou à Europa, a coisa que designava era um pouco diferente: sorbet não passava de um refresco, uma bebida à base de suco de frutas, açúcar e água gelada.

Foi preciso esperar em torno de dois séculos para que sorbet ganhasse sua acepção moderna na França: “sorvete leve à base de água ou suco de frutas e açúcar, às vezes perfumado com uma bebida alcoólica”.

Foi esse o sentido de “sorvete” que criou raízes por aqui, mas com uma ampliação semântica decisiva: um sorbet francês ou um sorbetto italiano é tipicamente de fruta e sempre leve, à base de água, ou seja, não leva leite ou creme. Sorvetes cremosos, como os de chocolate ou baunilha, são chamados de glace ou crème glacée na França e de gelato na Itália.

Publicidade

No Brasil, “sorvete” acabou por se tornar o termo genérico para esse tipo de gostosura gelada, cremosa ou não. A palavra sinônima “gelado”, de ampla circulação em Portugal, foi tendendo ao desuso por aqui.

E picolé? Aí estamos diante de um vocábulo de origem duvidosa, que alguns etimologistas ligam ao italiano piccolo, “pequeno”, surgido já no século XX para designar o sorvete espetado num pauzinho.

*

Envie sua dúvida sobre palavra, expressão, dito popular, gramática etc. Às segundas, quartas e quintas-feiras o colunista responde ao leitor na seção Consultório. E-mail: sobrepalavras@todoprosa.com.br

Publicidade