Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cuidado: coitado não tem nada a ver com coito

A curiosidade que cerca a palavra “coitado” não está em sua verdadeira origem, e sim em um equívoco que se costuma associar a ela. Segundo essa falsa etimologia, que é tão difundida quanto persistente, a palavra era de início uma expressão grosseira (coitado = submetido a coito) que foi aos poucos ganhando aceitação social, à medida que sua raiz era esquecida. Parece fazer sentido, mas não faz.

Os etimogistas sérios ensinam que coitado, antes de virar adjetivo e substantivo, era o particípio de um verbo arcaico, “coitar” (atormentar, desgraçar, infligir sofrimento a). Vindo do latim vulgar coctare e parente distante do verbo “coagir”, coitar caiu em desuso, mas deixou sua marca em “coitado”, isto é, atormentado, vítima de dor ou desgraça.

Já o substantivo coito, segundo os sábios, tem como único ponto de contato com a história acima o fato de ter sua origem no latim – no caso, no verbo coire, que significa literalmente “ir com”, ou seja, “fazer sexo com”. Essa ideia de “ir com” ainda encontra eco na língua de hoje, numa expressão popular: “Ela vai com qualquer um”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Manoel Varella

    Caro Sérgio
    E ENFEZADO tem alguma coisa a ver com fezes?

    Curtir

  2. Comentado por:

    sergiorodrigues

    Sobre enfezado há controvérsia, Manoel. Alguns etimologistas acreditam que venha mesmo de fezes. Mas outros, o Houaiss inclusive, apostam no latim ‘infensatum’ (hostil), do mesmo radical que deu em “infenso”. Hmm, pode ser, mas eu ainda vejo valor na velha tese das fezes. Um abraço.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Cida

    Eu concordo contigo Sérgio Rodrigues, Talvez com os costumes tenha-se utilizado a palavra enfezado para a pessoa que estava com os intestinos “cheios”. Meu médico sempre fala que tem tudo a ver, pois a pessoa que não tem intestino regulado, tem muito mau humor. Um abraço

    Curtir