Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Política com Ciência Por Sérgio Praça A partir do que há de mais novo na Ciência Política, este blog do professor e pesquisador da FGV-RJ analisa as principais notícias da política brasileira. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O deputado da Beija-Flor de Nilópolis

Como escolas de samba são usadas politicamente?

Por Sérgio Praça 15 fev 2018, 21h23

O deputado federal Simão Sessim (PP-RJ) deve estar feliz com a vitória da Beija Flor no carnaval carioca de 2018. Sessim é primo de Aniz Abrahão David, o bicheiro patrono da escola. As famílias David e Sessim são extremamente influentes na baixada fluminense, especialmente em Nilópolis (RJ). Muito se falou sobre a hipocrisia de escolas de samba como Beija-Flor e Tuiuti criticarem a corrupção política, pois o carnaval é financiado por dinheiro ilegal há muito tempo – e também por dinheiro governamental obtido por influência no mínimo amoral, como atesta o relatório de uma CPI de 2007.

O fato de o carnaval ser bancado com dinheiro do jogo do bicho e por relações escusas com governos (até quando o Partido Comunista era legal!! ) é importante, mas há uma sutileza nessa história que é mais perigosa para a qualidade da democracia. É a importância do controle de recursos governamentais na manutenção de uma clientela eleitoral. As escolas de carnaval podem ajudar políticos a “fecharem” a competição eleitoral contra a entrada de outros potenciais candidatos (talvez, mas não necessariamente, de melhor qualidade).

Simão Sessim é um dos parlamentares de mais longa carreira na Câmara dos Deputados. Foi eleito pela primeira vez em 1978. Em Nilópolis, Sessim foi o mais votado em 2010 – e provavelmente em outros anos também. Com a ajuda de emendas orçamentárias cirúrgicas e notável simpatia o deputado ostenta a maior concentração de votos em uma região geográfica entre os parlamentares mais longevos. Segundo o cientista político Cesar Canato, 91% dos votos de Sessim em 2010 foram obtidos em até dez municípios.

De acordo com um ótimo estudo da antropóloga Alba Zaluar, publicado em 1985???, não é tão normal que a ligação entre políticos e carnaval beneficie apenas um parlamentar (ou mesmo uma única família de políticos). Mas é provável que as ligações familiares de Simão Sessim o tenham ajudado a manter controle sobre seu reduto eleitoral. Tem fama, também, de ser um homem educado . De acordo com Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras de 2004 a 2012, Sessim foi um dos únicos políticos a agradecer a propina. O deputado teria recebido R$ 200 mil. A acusação contra ele foi arquivada no Supremo Tribunal Federal pelo ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo.

De acordo com as investigações da Lava Jato, Sessim foi onze vezes à sede da Petrobras entre 2007 e 2012. Em alguma dessas reuniões, o deputado pode ter tratado de uma ajuda da petrolífera estatal para sua escola de samba. Gabou-se disso em discurso na Câmara dos Deputados em outubro de 2008: “Senhor presidente, senhoras e senhores deputados, a minha rápida intervenção nesta tribuna é para manifestar de público, nesta Casa, a minha satisfação diante de uma importante parceria que a escola de samba Beija-Flor acabou de firmar com a Petrobrás para oferecer capacitação e esporte a jovens da comunidade de Nilópolis, cidade que tenho a honra de representar nesta Casa do povo. Agora, no dia 23 de outubro, a Petrobrás e a Beija-Flor oficializaram uma parceria para beneficiar mais de 2.300 crianças e jovens da comunidade, que terão acesso gratuito a atividades esportivas e cursos profissionalizantes. A estatal investirá neste projeto social de enorme relevância para o povo humilde, R$ 1,5 milhão ao longo dos próximos 12 meses. São recursos que vão possibilitar, por exemplo, a construção de um Centro de Capacitação Profissional, onde serão oferecidas atividades ligadas ao Carnaval, como cursos de música, adereços, maquiagem, cenografia, sapataria, marcenaria e mestre-sala e porta-bandeira”.

Ano que vem tem mais.

(Meu livro “Guerra à Corrupção: Lições da Lava Jato”  está disponível aqui)

(Entre em contato pelo meu site pessoalFacebookTwitter e email)

Continua após a publicidade
Publicidade