Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após massacre em Suzano, Bolsonaro precisa pensar melhor no que fala

Tudo que sai das mãos e da boca de Jair Bolsonaro mais convida à violência do que à paz.

Quatro horas após o assassinato de oito pessoas em uma escola de Suzano, no interior de São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ainda não havia publicado algo em seu Twitter sobre o acontecido. O último tweet foi sobre a safra de milho.

Uma de suas primeiras medidas no governo foi o Decreto 9.685/2019, que torna muito mais fácil ter armas de fogo em casa. Antes do decreto, um delegado da polícia federal analisava o que a pessoa apresentava como justificativa para comprar uma arma e decidia se ela poderia ou não, considerando diversos critérios.

Na cerimônia de assinatura do decreto, Bolsonaro disse: “O grande problema que tínhamos na lei é a comprovação da efetiva necessidade. Isso beirava (sic) a subjetividade. (…) Chegamos à conclusão de que tínhamos como fazer justiça … [para] que o cidadão pudesse então [ter uma arma] sem depender da discricionariedade [do órgão burocrático], observando alguns outros critérios”.

É óbvio que não se pode culpar diretamente o presidente de um país por todas as tragédias que nele acontecem. Até porque o decreto manteve exigências importantes para conseguir a posse de arma como: obrigatoriedade de cursos, ter ao menos 25 anos, não estar respondendo a inquérito policial ou processo criminal e não ter antecedentes criminais. Não é qualquer um que o Estado autoriza a ter arma.

Mas as palavras e decretos de presidentes importam para muito além da interpretação literal. E, até agora, tudo que sai das mãos e da boca de Jair Bolsonaro mais convida à violência do que à paz. Não é à toa que tanta gente sente saudade dos políticos corruptos clássicos.

(Entre em contato pelo meu site pessoal, Facebook e Twitter)

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Luiz Vitório

    Quem mata são as pessoas, não as armas. Eles que devem ser responsabilizados.

    Curtir

  2. Paulo Bandarra

    Só se você prefere os corruptos que matam muito mais.

    Curtir

  3. Paulo Bandarra

    Suzano está mais ligado ao sensacionalismo do jornalismo do que as armas.

    Curtir