Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Processo de Alckmin é transferido do STJ para pizzaria do Brás

O tucano, claro, está comemorando ficar fora da reta da Lava-Jato

Cheiro de pizza no ar. O inquérito que investigava o pagamento de R$ 10,7 milhões da Odebrecht ao caixa dois de Geraldo Alckmin foi repassado, sob sigilo, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado de São Paulo. O tucano, claro, está comemorando ficar fora da reta da Lava-Jato. Nos bastidores, porém, diz-se que a rejeição a Alckmin é tão alta que nem a relatora do processo, a ministra Nancy Andrighi, quis ficar com o caso dele nas mãos.

Informações obtidas pela reportagem do Sensacionalista revelaram que o processo teria ido parar no forno de uma pizzaria do Brás. Outra fonte exclusiva garante que o inquérito de Alckmin foi repassado para a Ceagesp, que é onde a qualidade dos chuchus costuma ser fiscalizada.

Publicado em VEJA de 18 de abril de 2018, edição nº 2578

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s