Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Sensacionalista Por Redação Isento de verdade

Novo ministro da Saúde fará tanto efeito quanto a cloroquina

Queiroga vai trabalhar no regime da rachadinha: ele tomará apenas 10% das decisões

Por Sensacionalista Atualizado em 18 mar 2021, 19h59 - Publicado em 19 mar 2021, 06h00

O novo ministro da Saúde é cardiologista porque se o brasileiro não morrer de cloroquina, morre do coração lendo o noticiário. Marcelo Queiroga assumiu o ministério e disse que vai “dar continuidade” ao trabalho do antecessor. Resta saber se o presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia vai conseguir salvar, além de vidas, o próprio currículo.

O presidente Jair Bolsonaro demorou um pouco na escolha porque estava procurando um ministro que já viesse com Bluetooth e pudesse ser operado por controle remoto. Queiroga vai trabalhar no regime da rachadinha: ele tomará apenas 10% das decisões, enquanto os Bolsonaro tomam todo o resto.

Mas nem tudo é sofrimento. A geração de empregos no governo cresceu 400%. No Ministério da Saúde.

Publicado em VEJA de 24 de março de 2021, edição nº 2730

Continua após a publicidade
Publicidade