Clique e assine a partir de 9,90/mês
Sensacionalista Por Redação Isento de verdade

Hérnia de Bolsonaro lidera disputa para 2022

O feito: impedir o presidente de governar por dez dias

Por Sensacionalista - Atualizado em 6 set 2019, 09h07 - Publicado em 6 set 2019, 06h30

Doria? Haddad? Huck? Não. Quem lidera a última pesquisa para ocupar o Palácio do Planalto em 2022 é a hérnia do presidente, em razão de seu maior feito: tirar Bolsonaro de circulação por dez dias. A mesma pesquisa estima que os pontos porcentuais da hérnia dobrarão se ele não fizer nenhuma live do hospital nesse período. Com a rejeição a seu governo crescendo mais do que o patrimônio de seus filhos, o presidente foi aconselhado pelos médicos a fazer um transplante de personalidade antes de tentar a reeleição.

Os níveis de rejeição são tão grandes que a piada corrente nos bastidores é que os médicos quase não precisaram trabalhar: a hérnia praticamente pulou fora por conta própria e declarou: “Tô fora. De grosso já basta o intestino”. Em se tratando de piada, Bolsonaro mandou demitir todos os colaboradores que brincaram com ele perguntando se ia “entrar na faca”.

Publicado em VEJA de 11 de setembro de 2019, edição nº 2651

Publicidade