Clique e assine a partir de 9,90/mês
Sensacionalista Por Redação Isento de verdade

Governo muda slogan: “Deus acima de tudo, PIB abaixo de todos”

Economistas defendem a tese de que o produto interno não seja mais chamado de bruto, porque de bruto ele não tem nada

Por Sensacionalista - Atualizado em 3 set 2020, 13h48 - Publicado em 4 set 2020, 06h00

O PIB brasileiro caiu 9,7% no segundo trimestre, ralou o joelho e arrebentou os dentes. Mas nem tudo foi só desgraça. Teve também choro, desespero e ranger de dentes.

Após o anúncio da redução histórica do PIB, o governo achou por bem mudar seu slogan para refletir a realidade. Economistas defendem a tese de que o produto interno não seja mais chamado de bruto, porque de bruto ele não tem nada. Teremos de agora em diante o PID, o produto interno delicado.

O ministro Paulo Guedes previu que no ano que vem a economia vai crescer 4,5%. Testemunhas afirmam que o crescimento já começou. Pelo nariz da equipe que elaborou a projeção.

Publicado em VEJA de 9 de setembro de 2020, edição nº 2703

Continua após a publicidade
Publicidade