Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Sensacionalista Por Redação Isento de verdade

Bolsonaro oferece a Bebianno cargo de primeiro-ministro: 1º a ser demitido

Entre um pão com leite condensado e outro, o destino do secretário-geral da Presidência foi decretado

Por Sensacionalista 22 fev 2019, 07h00

Após longa e intensa negociação sobre o futuro de Gustavo Bebianno, o presidente Jair Bolsonaro convocou reunião de emergência com a alta cúpula do governo: ele e seu pimpolho Carlos Bolsonaro, o Carluxo.

A reunião ocorreu durante o café da manhã e, entre um pão com leite condensado e outro, o destino do secretário-geral da Presidência foi decretado. Jair pensou em oferecer algum cargo afastado do Planalto, como embaixador em Roma ou como espião infiltrado na Globo. Carlos achou uma saída mais ao seu estilo e fez correr nas redes sociais que Bebianno seria o primeiro-ministro do governo Bolsonaro. E, cumprindo a palavra de capitão, Jair fez de Gustavo Bebianno seu primeiro ministro a cair.

Publicado em VEJA de 27 de fevereiro de 2019, edição nº 2623

Publicidade