Clique e assine a partir de 9,90/mês
Rio Grande do Sul Por Veja correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens gaúchos. Por Paula Sperb, de Porto Alegre

‘Quem tem que cuidar do Bolsonaro são os tucanos’, diz Lula no RS

Ex-presidente também apontou falta de liderança no PSDB: ‘FHC não conta mais, lamentavelmente’

Por Paula Sperb - Atualizado em 22 mar 2018, 15h54 - Publicado em 22 mar 2018, 14h44

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, na tarde desta quinta-feira, em São Miguel das Missões (RS) – onde fica o Sítio Histórico São Miguel Arcanjo, patrimônio da humanidade -, que “não teme” a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República na eleição deste ano. A declaração foi dada em entrevista à Rádio Guaíba, durante o programa Esfera Pública. O petista está na cidade como parte do roteiro de sua caravana pelo Rio Grande do Sul.

“O Bolsonaro tem que ser levado a sério por quem depende do voto nele. Eu não dependo do voto nele. Nossos eleitores [do PT] são diferentes e distintos. Quem tem que cuidar do Bolsonaro são os tucanos. A política de ódio disseminada por eles [PSDB] é que gerou o Bolsonaro. Então, eu não tenho a preocupação”, disse Lula.

O ex-presidente também apontou que um dos problemas política do país é a falta de liderança. “Quisera Deus que todos os partidos tivessem uma liderança. O defeito do Brasil não é o PT ter uma grande liderança, o defeito do Brasil é ninguém ter liderança. Quem é a liderança dos tucanos? Não tem. FHC não conta mais, lamentavelmente não conta. Quem é que conta? O Alckmin. O Alckmin, na pesquisa que a gente faz, dizem assim: 20% dizem que gosta e, [quando se pergunta] “se votaria nele para presidente”, 4% dizem que votariam nele”, falou Lula.

Publicidade