Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente do TRF4 receberá deputados petistas em reunião

Encontro com o desembargador Thompson Flores foi solicitado por bancada federal do PT; deputados estaduais pedem audiência com governador gaúcho

Está marcado para a tarde desta sexta, às 15h, um encontro entre deputados federais petistas e o presidente do Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF4), Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz. Os deputados querem falar a respeito de temas que envolvem o julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que irá ocorrer em 24 de janeiro, em Porto Alegre. Lula é o primeiro colocado nas pesquisas eleitorais para 2018 e foi condenado a nove anos e meio de prisão pelo juiz Sérgio Moro.

Recentemente, a chefe de gabinete de Thompson Flores, Daniela Tagliari Kreling Lau, publicou em sua página pessoal do Facebook uma petição online em apoio à condenação e à prisão de Lula. Em nota, o TRF4 informou que a servidora exerceu o direito à manifestação. “A servidora Daniela Tagliari Krelin Lau, fora do seu horário de trabalho e em caráter absolutamente dissociado das funções do cargo que atualmente ocupa nesta Corte, exerceu direito constitucionalmente assegurado a todo e a qualquer brasileiro”, afirmou o órgão em nota.

Thompson Flores declarou anteriormente que a análise do recurso de Lula, conduzida pela 8ª turma do TRF4 e sem sua participação, será “desapaixonada”. O TRF4 irá suspender o expediente um dia antes da sessão que irá julgar o recurso de Lula.

Questionado por VEJA, o TRF4 informou que os deputados federais gaúchos Paulo Pimenta, Marco Maia, Maria do Rosário, Marcon, o catarinense Pedro Uczai e o assessor Ricardo Zamora confirmaram presença. Além deles, os deputados estaduais do PT, Edgar Pretto, Stela Farias e Tarcísio Zimmermann também devem comparecer.

Além dos deputados federais, os deputados estaduais do PT, PCdoB e PSOL querem uma reunião com o governador José Ivo Sartori (PMDB) para tratar sobre a segurança nas manifestações agendadas para 22, 23 e 24 de janeiro. Uma vaquinha está recolhendo doações para promover os atos.

O julgamento do recurso de Lula irá mobilizar a área de segurança, que será reforçada na capital gaúcha. Uma operação irá contar com helicópteros, cavalaria, cães, viaturas e policiamentos ostensivo.

“A operação é para garantir que o TRF4 e o MPF tenham condições de conduzir o julgamento. Também trabalhamos pensando na segurança da população e dos manifestantes, independentemente da posição política, garantindo que possam se manifestar de forma pacífica. Vamos trabalhar para que todos tenham seus direitos”, disse o coronel Mario Ikeda, subcomandante da Brigada Militar, a VEJA.

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr. (PSDB) chegou a pedir ao presidente Michel Temer (PMDB) envio da Força Nacional e do Exército. Porém, somente quem tem autoridade para pedir esse tipo de reforço é o governador.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Fernando Mello

    E o povo como sempre paga a conta…é um absurdo essa democracia frouxa…

    Curtir